Perguntas frequentes (FAQ)

SubNavigation
Biomateriais - Odontologia
Geistlich Bio-Oss®
1.
Quando devem ser usadas as partículas grandes de Geistlich Bio-Oss® (1-2mm) e quando devem ser usadas as partículas pequenas (0,25-1mm)?
Basicamente, para os defeitos menores (até 2 alvéolos) e para a modelagem dos contornos dos transplantes ósseos autógenos recomendam-se as partículas pequenas. As partículas grandes são adequadas para os defeitos a partir de 2 alvéolos e o levantamento do seio maxilar. No entanto, a preferência pelo tamanho das partículas varia de usuário para usuário.
2.
O Geistlich Bio-Oss® pode ser usado também sem membrana?

Deve-se usar uma membrana para evitar que tecidos moles proliferem para dentro do defeito1. As membranas de colágeno natural como a Geistlich Bio-Gide® também contribuem para a cicatrização e para a segurança do tratamento em casos de deiscência pós-operatória2,3. O profissional deve ler cuidadosamente a bula antes de usar o produto.


Referências:
1.    Gielkens PF, et al.: Clin Oral Implants Res 2008; 19 : 516-21.
2.    Tal H, et al.: Clin Oral Implants Res 2008; 19: 295-302.
3.    Becker J, et al.: Clin Oral Implants Res 2009; 20(7): 742-49.

3.
O Geistlich Bio-Oss® pode ser reesterilizado?
Não, em caso de autoclavagem de Geistlich Bio-Oss® poderá haver um acumulo de umidade no produto altamente poroso e uma alteração da fina estrutura cristalina. Além disso, o Geistlich Bio-Oss® não é autorizado para a reesterilização no consultório dentário. Nesse caso, a Geistlich como fabricante não pode assumir a responsabilidade pelo produto.
4.
O Geistlich Bio-Oss® deve ser misturado com antibióticos?
Geralmente não é necessário usar antibióticos com o Geistlich Bio-Oss®.
5.
Geistlich Bio‑Oss® é seguro (transmissão de doenças)?

Geistlich Bio‑Oss® éproduzido a partir da parte mineral do osso bovino. O processo de fabricação rigorosamente controlado garante elevados padrões de qualidade e segurança devido a:

  • origem definida da matéria-prima
  • país de origem: Austrália
  • matadouros
    selecionados e certificados
  • testes de saúde “pre mortem” e “post mortem” para cada animal individual
  • osso de extremidade (em conformidade com as diretivas da UE sem príons e, por isso, classificado como seguro)
  • métodos de inativação eficazes com tratamento de 15 hs em altas temperaturas e limpeza com fortes soluções alcalinas
  • esterilização, embalagem duplamente esterilizada
  • controles oficiais por entidades internacionais
6.
Tenho que usar sangue venoso ou posso usar sangue do defeito?
Pode ser usado sangue do defeito para misturar. É preciso ter cuidado para evitar contaminação com bactérias salivares. 
Geistlich Bio-Oss Pen®
1.
Quando devem ser usadas as partículas grandes de Geistlich Bio-Oss Pen® (1-2mm) e quando devem ser usadas as partículas pequenas (0,25-1mm)?
Basicamente, para os defeitos menores (até 2 alvéolos) e para a modelagem dos contornos dos transplantes ósseos autógenos recomendam-se as partículas pequenas. As partículas grandes são adequadas para os defeitos a partir de 2 alvéolos e o levantamento do seio maxilar. No entanto, a preferência pelo tamanho das partículas varia de usuário para usuário.
2.
O Geistlich Bio-Oss Pen® pode ser usado também sem membrana?

Deve-se usar uma membrana para evitar que tecidos moles proliferem para dentro do defeito1. As membranas de colágeno natural como a Geistlich Bio-Gide® também contribuem para a cicatrização e para a segurança do tratamento em casos de deiscência pós-operatória2,3. O profissional deve ler cuidadosamente a bula antes de usar o produto.

Referências:
1.    Gielkens PF, et al.: Clin Oral Implants Res 2008; 19 : 516-21.
2.    Tal H, et al.: Clin Oral Implants Res 2008; 19: 295-302.
3.    Becker J, et al.: Clin Oral Implants Res 2009; 20(7): 742-49.

3.
Qual o volume de solução salina ou sangue necessários para hidratar o Geistlich Bio-Oss Pen®?
0.5 cc Geistlich Bio-Oss Pen®: ~0.5 ml
1.0 cc Geistlich Bio-Oss Pen®: ~1.0 ml
1.5 cc Geistlich Bio-Oss Pen®: ~1.5 ml
4.
Quantos -Geistlich Bio‑Oss Pen®s são necessários para uma elevação do assoalho do seio?
A quantidade de pens necessária depende do tamanho do seio. Normalmente, é necessário aumentar entre 1,5 e 4 cc, em média 3 cc. Isto significa que serão necessários 2 -Geistlich Bio-Oss Pen®s com grânulos grandes/1,5cc ou 3 -Geistlich Bio-Oss Pen®s com grânulos pequenos/1cc. 
5.
O Geistlich Bio-Oss® em grânulos pode ser misturado com osso autógeno no Geistlich Bio-Oss Pen®?
Não.
6.
O Geistlich Bio-Oss Pen® pode ser reesterelizado?
O Geistlich Bio-Oss Pen® não pode ser reesterelizado. A Geistlich, como fabricante, não pode se responsabilizar nesse caso. 
7.
O que fazer se a ponta aplicadora for contaminada (ex. cair no chão)?
Utilize um novo Geistlich Bio-Oss Pen®.
8.
As pontas aplicadoras podem ser compradas separadamente?
Não.
9.
Estão disponíveis outras ponteiras para o aplicador (forma, comprimento, diâmetro)?
Não.
Geistlich Bio-Oss® Collagen
1.
O Geistlich Bio-Oss® Collagen é um plug de colágeno?
Não. Geistlich Bio-Oss® Collagen é uma mistura de 90% de grânulos esponjosos de Geistlich Bio-Oss® e 10% de colágeno suíno altamente purificado em forma de esponja. Geistlich Bio-Oss® é um mineral ósseo natural de origem bovina. O colágeno facilita a adaptação do Geistlich Bio-Oss® à área defeituosa.
2.
É necessário usar membrana quando se aplica Geistlich Bio-Oss® Collagen?

O colágeno do Geistlich Bio-Oss® Collagen não funciona como membrana. Em procedimentos de regeneração óssea guiada (ROG) é indicado o uso de uma membrana para a obtenção de resultados ideais.1

Referências:
1.    Perelmann-Karmon, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(4): 459-65.

3.
Para quais indicações eu posso usar o Geistlich Bio-Oss® Collagen?
Geistlich Bio-Oss® Collagen é recomendado para a reconstrução de defeitos ósseos em cirurgias maxilo-faciais e cirurgias dentais, ex: 
  • Aumento/reconstrução de rebordos alveolares.
  • Preenchimentos de alvéolos pós-extração.
  • Implantodontia: preparo de sítios de implantes, preenchimento de deiscências ósseas e levantamentos de seios maxilares.
  • Periodontia: preenchimento de defeitos ósseos, suporte de membranas durante a regeneração óssea guiada (ROG) e regeneração tecidual guiada (RTG).
4.
Quando eu uso o Geistlich Bio-Oss® e quando uso o Geistlich Bio-Oss®Collagen?
Geistlich Bio-Oss® e Geistlich Bio-Oss® Collagen compartilham as mesmas indicações. Esses produtos podem ser usados alternadamente, como de preferência.
5.
É possível ter uma reação alérgica ao Geistlich Bio-Oss® Collagen?
Como  o Geistlich Bio-Oss® Collagen contém colágeno, as reações alérgicas e as reações de tecidos inflamatórios não podem ser excluídas. No entanto, elas são extremamente raras.
Geistlich Combi Kit Collagen
1.
Para quais indicações recomenda-se o uso do Geistlich Combi-Kit Collagen?
O Geistlich Combi-Kit Collagen contém um Geistlich Bio-Oss® Collagen de 100mg e uma Geistlich Bio-Gide® de 16x22mm. Ele é indicado para a restauração do rebordo alveolar, tratamento de alvéolo pós-extração e correção de deiscências ósseas. 
2.
Os produtos do Geistlich Combi-Kit Collagen podem ser usados separadamente?
O Geistlich Combi-Kit Collagen é embalado em um blister duplo. Após a abertura do blister exterior, deixa de ser garantida a esterilidade do produto. O produto Geistlich Combi-Kit Collagen está registrado somente para uso único. Não se recomenda o uso separadamente dos produtos.
3.
É possível ter uma reação alérgica ao Geistlich Bio-Oss® Collagen e à Geistlich Bio-Gide®?
Como o Geistlich Bio-Oss® Collagen e a Geistlich Bio-Gide® são feitos de colágeno, as reações alérgicas e as reações de tecidos inflamatórios não podem ser excluídas. No entanto, elas são extremamente raras.
4.
Por que usar a Geistlich Bio-Gide®? O que a distingue de outras membranas de colágeno?
Geistlich Bio-Gide® é uma membrana com uma estrutura especial em dupla face. Ela combina uma formação óssea ideal com cicatrização sem complicações e resultados previsíveis. Um grande número de publicações científicas e comprovado sucesso a longo prazo realçam o desempenho incomparável da Geistlich Bio-Gide®.
Perio System Combi Pack
1.
É possível ter uma reação alérgica à Geistlich Bio-Gide® Perio ou ao Geistlich Bio-Oss® Collagen?
Desde que a Geistlich Bio-Gide® Perio e o Geistlich Bio-Oss® Collagen são feitos de colágeno, reações alérgicas e inflamatórias aos tecidos não podem ser descartadas, embora sejam extremamente raras.
Geistlich Bio-Gide®
1.
Porque uma membrana é necessária?

O osso alveolar regenera melhor com uma membrana desenvolvida para Regeneração Óssea Guiada. O uso de uma membrana leva a maior e melhor quantidade de osso em comparação com os procedimentos que não incluem membrana1.

Referências:
1.    Schwarz F, et al.: Clin Oral Impl Res 2008; 19(4): 402-15.

2.
Durante quanto tempo uma membrana deve funcionar como barreira em Regeneração Óssea Guiada?
Cirurgiões orais especializados estimaram que uma membrana usada em Regeneração Óssea Guiada deve manter sua função de barreira até a matriz provisória e o osso reticular estarem presentes. Considera-se que a duração da barreira é necessária durante 7 a 14 dias, na maioria dos casos. Uma função ideal de barreira significa agora que a oclusividade é mantida até a cicatrização – um processo que normalmente demora cerca de 2 semanas.
­Geistlich Bio-Gide® comprovou ajudar a regeneração óssea em um nível equivalente ao das membranas com uma função de barreira mais longa e com a vantagem adicional de uma cicatrização sem complicações.4,5,7
3.
Porque usar a Geistlich Bio-Gide®? O que a distingue de outras membranas de colágeno?

Geistlich Bio-Gide® é uma membrana com uma estrutura especial em dupla face. Ela combina uma formação óssea ideal com cicatrização sem complicações e resultados previsíveis. O colágeno natural de ­Geistlich Bio-Gide® permite uma deiscência significativamente menor em comparação com as membranas reticuladas artificialmente.1 Um grande número de publicações científicas e comprovado sucesso de longa duração reforçam o desempenho incomparável de ­Geistlich Bio-Gide®.

Referências:
1.    Tal H, et al.: Clin Oral Impl Res 2008; 19: 295-302.

4.
Foram associadas reações inflamatórias ao uso da Geistlich Bio-Gide®?
A inflamação é uma possível complicação que pode ocorrer em qualquer cirurgia. Entretanto, a biocompatibilidade da Geistlich Bio-Gide® foi verificada em diversos testes.
5.
É possível ter uma reação alérgica à Geistlich Bio-Gide®

Como a Geistlich Bio-Gide® são feitas de colágeno, as reações alérgicas e as reações de tecidos inflamatórios não podem ser excluídas. No entanto, elas são extremamente raras.

6.
O que acontece se a membrana for aplicada do lado errado (com a face áspera voltada para o tecido)?
A face compacta da Geistlich Bio-Gide® é mais eficaz em bloquear a passagem de células que a camada áspera porosa. Se a membrana for aplicada invertida, a integração de células ósseas pode ser mais demorada, mas não é necessário retirar a membrana.
7.
A Geistlich Bio-Gide® pode ser resterilizada?
Não. A autoclavagem e a esterilização com ar quente danificam a estrutura do colágeno de forma irreversível. As propriedades físicas da membrana mudam, o material adquire consistência semelhante à de papel áspero e a membrana é inutilizada. A Geistlich não assumirá responsabilidade nesses casos porque o produto não foi aprovado para resterilização.
8.
A membrana precisa ser fixada?

Como a Geistlich Bio-Gide® adere muito bem ao defeito, normalmente não são necessários parafusos ou pinos para fixação. Segundo a Dra. N. Zitzmann da Universidade da Basileia: Não é preciso fixação se não houver expectativa de grandes forças mecânicas". O Prof. Buser (Universidade de Berna) utiliza a técnica de duas camadas em vez de fixação com pinos para estabilizar defeitos grandes1.

Referências:
1.    Buser D et al. Int J Oral Maxillofac Implants 2004;19:43-61.

9.
Como é possível usar a Geistlich Bio-Gide® para o tratamento de alvéolo pós-extração em situações de cicatrização aberta?

A membrana Geistlich Bio-Gide® pode cicatrizar submersa ou aberta1 dependendo da preferência do cirurgião. As vantagens da cicatrização secundária da Geistlich Bio-Gide® são uma cirurgia sem retalhos e a preservação da linha mucogingival.

Referências:
1.    Cardaropoli D, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2012, 32(4): 421-30

Geistlich Bio-Gide® Perio
1.
Qual é a diferença entre a Geistlich Bio-Gide® Perio e a Geistlich Bio-Gide®?
A superfície da Geistlich Bio-Gide® Perio foi desenvolvida de maneira mais rígida quando seca para facilitar aplicações periodontais. O blister exterior da Geistlich Bio-Gide® Perio inclui, além disso, quatro moldes estéreis repelentes à água. Estes podem ser colocados repetidamente  na região do defeito para permitirem a customização do molde antes de se cortar a membrana no formato exato.
2.
Foram associadas reações inflamatórias ao uso da Geistlich Bio-Gide® Perio?
A inflamação é uma possível complicação que pode ocorrer em qualquer cirurgia. Entretanto, a biocompatibilidade da Geistlich Bio-Gide® Perio foi verificada em diversos testes.
3.
É possível ter uma reação alérgica à Bio-Gide® Perio?
Como a Geistlich Bio-Gide® Perio é feita de colágeno, as reações alérgicas e as reações de tecidos inflamatórios não podem ser excluídas. No entanto, elas são extremamente raras.
4.
O que acontece se a membrana for aplicada do lado errado (com a face áspera voltada para o tecido)?
A camada compacta da Geistlich Bio-Gide® é mais eficaz em bloquear a passagem de células que a camada áspera porosa. Se a membrana for aplicada invertida, a integração de células ósseas pode ser mais demorada, mas não é necessário retirar a membrana.
5.
O Geistlich Bio-Gide® Perio pode ser resterilizada?
Não. A autoclavagem e a esterilização com ar quente danificam a estrutura do colágeno de forma irreversível. As propriedades físicas da membrana mudam, o material adquire consistência semelhante à de papel áspero e a membrana é inutilizada. A Geistlich não assumirá responsabilidade nesses casos porque o produto não foi aprovado para resterilização.
6.
A membrana precisa ser fixada?

Como a Geistlich Bio-Gide® Perio adere muito bem ao defeito, normalmente não são necessários parafusos ou pinos para fixação. Segundo a Dra. N. Zitzmann da Universidade da Basileia: Não é preciso fixação se não houver expectativa de grandes forças mecânicas". O Prof. Buser (Universidade de Berna) utiliza a técnica de duas camadas em vez de fixação com pinos para estabilizar defeitos grandes1.

Referências:
1.    Buser D et al. Int J Oral Maxillofac Implants 2004;19:43-61.

Geistlich Mucograft®
1.
O que é a Geistlich Mucograft®?
A Geistlich Mucograft® é a única matriz 3D de colágeno desenvolvida especialmente para a regeneração do tecido mole como alternativa para enxertos de tecido mole autógeno.
2.
Qual é a composição da Geistlich Mucograft®?
A matriz Geistlich Mucograft® é composta por colágeno suíno e foi desenvolvida especialmente para a regeneração de tecidos moles. A matriz apresenta uma estrutura compacta que lhe dá estabilidade permitindo a cicatrização aberta e uma estrutura esponjosa que apoia a estabilização do coágulo de sangue e a penetração de células de tecido mole.
3.
A Geistlich Mucograft® é reabsorvível?

O colágeno da Geistlich Mucograft® será substituído por tecido mole recém-formado. A matriz é rapidamente vascularizada e colonizada por células de tecido mole. Isso origina uma boa integração da matriz sem sinais de reação a um corpo estranho1,2.

Referências:
1.    Rocchietta I, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(1): e34-40.
2.    Ghanaati S, et al.: Biomed Mater 2011; 6(1): 015010.

  • A mesma pegunta também para GMG Seal

4.
Geistlich Mucograft® é uma alternativa para o enxerto gengival livre (EGL) ou para enxerto de tecido conjuntivo (ETC)?

Geistlich Mucograft® é uma alternativa ao EGL ou ETC para ganho de tecido queratinizado3, Geistlich Mucograft® é uma alternativa ao ETC para cobertura de recessões4-6.

Referências:

  1. Sanz M, et al.: J Clin Periodontol 2009; 36(10): 868-76.
  2. Lorenzo R, et al.: Clin. Oral Impl. Res 2012; 23(3): 316-24.
  3. Nevins M, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2011; 31(4): 367-73.
  4. McGuire MK & Scheyer ET : J Periodontol 2010; 81(8): 1108-17.
  5. Cardaropoli D, et al.: J Periodontol 2012; 83(3): 321-28.
  6. Rotundo R & Pini-Prato G: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(4): 413-19.
5.
A Geistlich Mucograft® necessita de tratamento prévio?
A matriz Geistlich Mucograft® está pronta para ser aplicada no defeito e não precisa de tratamento prévio nem de hidratação antes da aplicação. Graças à sua excelente capacidade hidrofílica, a matriz é hidratada rapidamente após a implantação no defeito, embebendo sem demora o sangue do paciente.
6.
A Geistlich Mucograft® deve ser manipulada/aplicada úmida ou seca?
A Geistlich recomenda manuseio e aplicação a seco: Fácil de cortar, Fácil de suturar.
7.
A Geistlich Mucograft® incha depois de implantada?

As nossas medições indicam que a matriz não incha mais após a hidratação (examinada por um período de 90 minutos)1.

Referências:

  1. Data on file, Geistlich Pharma AG, Wolhusen, Switzerland
8.
A Geistlich Mucograft® pode ser alongada?
Não. A Geistlich Mucograft® apresenta um alongamento limitado e deve ser sempre suturada sem tensões.
9.
Qual sutura deve ser usada com a GMG?

Dados publicados mostram diferentes técnicas de sutura com a Geistlich Mucograft®: suturas não-reabsorvíveis1,2 e reabsorvíveis3, 5-01,2 e 6-04. Não existe evidência clínica mostrando um benefício de um tipo de sutura sobre o outro, quando suturando a Geistlich Mucograft®.


Referências:
1. Sanz M, et al.: J Clin Periodontol 2009; 36(10): 868-76.
2. Herford AS, et al.: J Oral Maxillofac Surg 2010; 68(7): 1463-70.
3. Cardaropoli D, et al.: J Periodontol 2012; 83(3): 321-28.
4. McGuire MK & Scheyer ET. J Periodontol 2010; 81(8): 1108-17

10.
Qual lado da Geistlich Mucograft® deve ficar voltado para o osso?
A estrutura compacta deve ficar virada para fora, longe do osso subjacente, com a estrutura esponjosa voltada para o osso ou para o leito da ferida em tecido mole. Não estão disponíveis dados clínicos nem comparativos sobre o desempenho do produto invertido.
11.
Em quantas camadas a Geistlich Mucograft® deve ser usada?
Na maioria dos casos individuais tratados e nos estudos conduzidos com a Geistlich Mucograft®, apenas uma camada da matriz foi utilizada. Atualmente nenhum dado clínico que comprove que diversas camadas demonstram um melhor resultado, está disponível. 
12.
A Geistlich Mucograft® é colocada diretamente sobre o osso ou sobre o periósteo?
Depende da indicação:
1. Ganho de tecido queratinizado: Geistlich Mucograft® deve ser aplicada em um leito periostal1,2uma vez que o suprimento sanguíneo é importante. Na cicatrização aberta, o suprimento sanguíneo ocorre nas extremidades do Mucograft através do tecido circundante e periósteo. 
2. Cobertura de recessão: Geistlich Mucograft® pode ser usada parcialmente ou completamente abaixo do osso.3-5  Blood O sangue é suprido através das bordas da matriz pelo tecido circundante ou do retalho que cobre totalmente o Mucograft. 
References:

  1. Sanz M, et al.: J Clin Periodontol 2009; 36(10): 868-76.
  2. Lorenzo R, et al.: Clin Oral Impl Res 2012; 23(3): 316-24.
  3. McGuire MK & Scheyer ET : J Periodontol 2010; 81(8): 1108-17.
  4. Cardaropoli D, et al.: J Periodontol 2012; 83(3): 321-28.
  5. Rotundo R & Pini-Prato G: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(4): 413-19.
13.
A Geistlich Mucograft®deve ser usada submersa ou em situações de cicatrização aberta?
Depende da indicação:
1. Ganho de tecido queratinizado:
 A cicatrização aberta é recomendada quando a Geistlich Mucograft®  é utilizada para o aumento da faixa de tecido queratinizado. O design inovador da Geistlich Mucograft® permite excelente cicatrização em situações abertas1.
2. Cobertura de recessão: Geistlich Mucograft® deve ser mantida completamente submersa abaixo do retalho nesses casos, para previnir a reabsorção prematura do colágeno.2-4 Suprimento sanguíneo direto é importante.

References:
  1. Sanz M, et al.: J Clin Periodontol 2009; 36(10): 868-76.
  2. McGuire MK & Scheyer ET: J Periodontol 2010; 81(8): 1108-17.
  3. Cardaropoli D, et al.: J Periodontol 2012; 83(3): 321-28.
  4. Rotundo R & Pini-Prato G: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(4): 413-19.
14.
É necessária a terapia antibiótica após o tratamento com a Geistlich Mucograft®?
Após tratamento com a Geistlich Mucograft®, é recomendado o mesmo procedimento pós-operatório que costuma aplicar com enxertos de tecido conjuntivo ou enxertos gengivais livres.
Geistlich Mucograft® Seal
1.
Qual a diferença entre as esponjas colágenas de outros fabricantes e a Geistlich Mucograft® Seal?

A matriz Geistlich Mucograft® Seal foi especialmente desenvolvida para a regeneração de tecidos moles.1 O colágeno da Geistlich Mucograft® é especialmente processado para favorecer a estabilização imediata do coágulo sanguíneo. Isso leva a uma vascularização precoce,2,3 facilita a permeação de células no tecido mole2 e proporciona excelente integração da matriz 3D nos tecidos circundantes.2,3
Ao contrário de outros produtos de colágeno disponíveis no mercado, Geistlich Mucograft® e Geistlich Mucograft® Seal estão cientificamente bem documentadas e seus benefícios foram comprovados.

Referências:
1.    Biocompatibility according to ISO 10993-12001.
       Data on file Geistlich Pharma AG, Wolhusen, Switzerland.
2.    Ghanaati S, et al.: Biomed Mater 2011; 6(1): 015010.
3.    Roccietta I, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(1): e34-40

2.
Quanto tempo a Geistlich Mucograft® Seal leva para ser reabsorvida?
O tempo de reabsorção de todo material, incluindo a Geistlich Mucograft® Seal depende de múltiplos fatores: tamanho do defeito, metabolismo e saúde geral do paciente, etc. Por outro lado, para determinar o tempo médio de reabsorção da Geistlich Mucograft® Seal em seres humanos, seriam necessárias biópsias dos tecidos moles em cicatrização após a extração do dente, em diferentes tempos. Esse procedimento obviamente não é ético, assim o tempo de reabsorção não tem como ser mensurado. Entretanto, histologias isoladas indicam que após 8 semanas a Geistlich Mucograft® é completamente integrada ao novo tecido formado.
3.
Geistlich Mucograft® Seal absorve sangue e solução salina da mesma forma?
As propriedades hidrofílicas de Geistlich Mucograft® Seal permitem uma hidratação rápida da matriz com solução salina ou sangue.
4.
Porque devo usar Geistlich Bio-Oss®
Collagen com Geistlich Mucograft® Seal, se desejo ter custo-benefício e planejo implantar após 8–10 semanas?
A matriz Geistlich Mucograft® Seal deve estar amparada por Geistlich Bio-Oss® Collagen para alcançar uma boa preservação dos tecidos moles e duros da crista. Após 8 semanas os tecidos moles cicatrizaram, entretanto, a mistura de coágulo de sangue, Geistlich Bio-Oss® Collagen e o novo osso ainda é mole. Contudo, já se pode inserir o implante com cuidado no alvéolo, uma vez que o Geistlich Bio-Oss® Collagen remanescente favorecerá a preservação do volume da crista. 
5.
O que é a Geistlich Mucograft® Seal?

Geistlich Mucograft® Seal é uma matriz 3D única, especialmente desenvolvida para a regeneração de tecido mole em alvéolos pós-extração, para a preservação do rebordo.1

Referências:
1. Biocompatibilidade testada de acordo com a norma ISO10993-1:2001. Dados em arquivo, Geistlich Pharma AG, Wolhusen, Suíça

6.
Qual lado da Geistlich Mucograft® Seal deve ficar voltado para o osso?

A estrutura compacta deve ficar virada para fora, longe do osso subjacente, e a estrutura esponjosa voltada para o osso ou para o leito da ferida em tecido mole. A estrutura esponjosa da Geistlich Mucograft® Seal possui estrias para uma melhor distinção dos dois lados. A estrutura esponjosa com estrias deve ficar voltada para o osso. Não estão disponíveis dados clínicos nem comparativos sobre desempenho do produto invertido. 

Áreas terapêuticas - Odontologia
Alvéolo pós-extração
1.
Quais biomateriais a Geistlich recomenda para o tratamento de alvéolos pós-extração?

Tanto Geistlich Bio-Oss® OU Geistlich Bio-Oss® Collagen E Geistlich Bio-Gide® são recomendados para regeneração óssea no tratamento de alvéolos pós-extração com defeito das paredes ósseas. Quando Geistlich Bio-Oss® e Geistlich Bio-Gide® são usados em combinação, é obtido mais osso em comparação com o local de extração usando somente um material substituto ósseo1.
O uso de Geistlich Mucograft® Seal e Geistlich Bio-Oss® Collagen é recomendado nos alvéolos com paredes ósseas vestibulares preservadas2.

Referências:

1.    Perelman-Karmon M, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(4): 459-65.

2.    Relatório da Reunião do Conselho Consultivo Geistlich Mucograft Seal, 2013.
       Dados em arquivo da Geistlich Pharma AG, Wolhusen, Suíça.

2.
A Geistlich Bio-Gide® pode ser usada no tratamento de alvéolos pós-extração em casos de cicatrização aberta? Como?
Geistlich Bio-Gide® pode ser aplicada da forma submersa ou aberta1 dependendo da preferência do cirurgião. As vantagens da cicatrização por segunda intenção da Geistlich Bio-Gide® são a cirurgia sem retalho e a preservação da linha muco-gengival.

Referencias:
  1. Cardaropoli D, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2012; 32(4) :421-30.
3.
O que é o osso fascicular?

É uma estrutura relacionada ao dente que é reabsorvida após a extração dentária. A parede óssea vestibular do alvéolo é muito fina1-3 e consiste, em grande parte, de osso fascicular.

Referências:
1. Huynh-Ba G, et al.: Clin Oral Implants Res 2010; 21: 37-42.
2. Januario AL, et al.: Clin Oral Implants Res 2011; 22(10): 1168-71.
3. Araujo MG, Lindhe J: Journal Clin Periodontol 2005; 32: 212-18.

4.
É possível regenerar o osso fascicular com biomateriais Geistlich?

Independentemente da abordagem à terapia, o osso fascicular reabsorve após a perda ou extração do dente. O osso fascicular não pode ser regenerado, mas o Geistlich Bio-Oss® ou Geistlich Bio-Oss® Collagen  substituem eficazmente a sua função de suportar o tecido mole e compensar a perda do osso vestibular.1,2

Referências:

1. Araujo M, et al.: Int J Periodont Rest Dent 2008; 28:123-135.
2. Fickl S, et al.: Journal Clin Periodontol 2008; 35:356-363.

5.
Estou tratando alvéolos pós-extração. Se eu usar os produtos Geistlich quando posso esperar ter osso?

Após 4-6 meses, o alvéolo será regenerado com tecido duro.1

Referências:
1. Cardaropoli D, et al.: Int J Periodont Rest Dent 2012; 32(4) : 421-430

6.
O que fazer no caso de inflamação no alvéolo pós-extração?
Não é recomendado usar Geistlich Bio-Oss® e Geistlich Bio-Oss® Collagen no caso de locais inflamados (veja folheto informativo).
7.
Quais momentos estão descritos na literatura para intervenções/implantação em alvéolos pós-extração?
  • Tipo 1: Simultâneamente com a extração (implantação imediata)
  • Tipo 2: 4-8 semanas após a extração (implantação precoce)
  • Tipo 3: 12-16 semanas após a extração (implantação posterior)
  • Tipo 4: Mais de 16 semanas após a extração (implantação tardia)1

Referências:
1. Chen S, Buser D: ITI Treatment Guide Vol 3.

8.
Porque devo usar Geistlich Bio-Oss® Collagen com Geistlich Mucograft® Seal, se desejo ter custo-benefício e planejo implantar após 8-10 semanas?
A Geistlich Mucograft® Seal tem que ser amparada pelo Geistlich Bio-Oss® Collagen para alcançar uma boa preservação dos tecidos moles e rígidos do rebordo. Após 8 semanas, o tecido mole se encontra cicatrizado, mas a mistura de coágulo de sangue, Geistlich Bio-Oss® Collagen e novo osso ainda é mole. Contudo, já se pode inserir o implante com cuidado no alvéolo, sendo que o Geistlich Bio-Oss® Collagen remanescente irá favorecer a preservação do volume do rebordo.
9.
Geistlich Mucograft® Seal pode ser usada para o tratamento de alvéolo pós-extração em situações de cicatrização aberta? Como?
A Geistlich Mucograft® Seal é uma alternativa ao enxerto de tecido mole autógeno para regeneração do tecido mole. Geistlich Mucograft® Seal pode ser usada sem necessidade de pré-hidratação ou lavagem. Ela se destina a ser manipulada e aplicada a seco. Antes de aplicar a Geistlich Mucograft® Seal, as margens adjacentes do tecido mole devem ser desepitelizadas. Isso permite às células epiteliais migrar da borda do tecido mole para dentro da matriz.
Regeneração do tecido mole
1.
Por que razão preciso de tecido queratinizado?
Os pesquisadores ainda não conseguem chegar a um consenso quanto à importância da existência de tecido queratinizado. No entanto, vários estudos mostraram que a ausência de tecido queratinizado ao redor dos implantes está associada a
  • Recessão gengival durante um período de cinco anos1
  • Perda da inserção do tecido mole2
  • Maior acúmulo de placa na região lingual1
  • Inflamação do tecido mole2
  • Sangramento mais frequente1

Referências:
1. Schrott AR, et al.: Clin Oral implants Res 2009; 20(10): 1170-17.
2. Chung DMT, et al.: J Periodontol 2006; 77(8): 1410-20.

Pacientes
Regeneração dental
1.
O que é um biomaterial?
Biomateriais são materiais que podem ser implantados para substituir ou reparar um tecido faltante. Podem ser de origem natural ou sintetizados em laboratório e são capazes de interagir com o corpo humano.
2.
Quando é necessário um enxerto ósseo?
  1. Implantes dentais: para apoiar e aumentar o osso maxilar quando são usados implantes dentais, caso a quantidade existente de osso não seja suficiente para uma ancoragem no osso com estabilidade de longo prazo.
  2. Periodontite: para preservar os dentes existentes que perderam sua ancoragem segura no osso do maxilar como resultado de doença periodontal (p. ex., devido a placa bacteriana dental).
  3. Lesão óssea extensa: reconstrução do osso após perda extensa de osso.
    3.
    Quais são os critérios de produção para a Geistlich Biomaterials?

    A seleção meticulosa de matérias-primas, juntamente com um processo de produção rigorosamente controlado, permite que o Geistlich Bio-Oss® e a Geistlich Bio-Gide® se conformem aos mais altos requisitos de segurança e assegurem uma alta tolerabilidade.

    Nossos rigorosos critérios de produção:

    • Cuidadosa seleção de matérias-primas para a produção do Geistlich Bio-Oss® e da Geistlich Bio-Gide®, usando substância óssea ou colágeno provenientes somente de estabelecimentos monitorados.
    • Processo de limpeza altamente eficaz usando tratamentos químicos e físicos e longos períodos de aquecimento (Geistlich Bio-Oss®).
    • Processo de produção monitorado com checagens regulares por instituições independentes e autoridades estatais.
    • Esterilização de produtos finais.
    • Sistema de garantia de qualidade documentado.
    4.
    O que acontece após a extração do dente?
    O osso ao redor do dente regride nas semanas e meses após a extração. Isso poderá causar os seguintes problemas:
    • Prejuizo estético: a gengiva acompanha o regredir do osso e deixa o defeito exposto.
    • Problemas de higiene: se você usar uma ponte, o espaço daí resultante pode dificultar a limpeza ainda mais ou torná-la mesmo impossível.
    • Dificuldades de falar: a alteração na boca afeta a fala.
    • Tratamentos posteriores dispendiosos e complicados: a perda do osso tem que ser compensada mais tarde com um procedimento de aumento do osso e tecido mole.
    5.
    Que evidência existe de que os biomateriais da Geistlich funcionam mesmo?
    Geistlich Bio-Oss® e Geistlich Bio-Gide® fizeram parte da terapia padrão na área da reconstrução óssea por profissionais durante muitos anos. São os biomateriais usados com maior frequência na odontologia regenerativa no mundo inteiro. Geistlich Bio-Oss® e Geistlich Bio-Gide® foram usados milhões de vezes e estão documentados em um grande número de estudos clínicos.
    6.
    Que acontece com os biomateriais após a implantação?
    Geistlich Bio-Oss® é entremeado por novo osso após quatro a seis meses, sendo integrado no processo de remodelação natural do osso. A membrana protetora Geistlich Bio-Gide® é absorvida de forma natural pelo organismo dentro de poucas semanas.
    7.
    Quais são as causas da perda óssea?
    A perda óssea pode ter muitas e variadas causas – p. ex.,acidentes ou inflamação das gengivas e osso devido à placa bacteriana dental (periodontite). Após os dentes serem extraídos, a altura e espessura do osso do maxilar também diminui devido à falta de carga mecânica.