Elevação do Assoalho do seio pela técnica de dupla-crista

15_Dr_FengBo.jpg
Dr. Feng Bo
Hunan, China

  

Desafio Clínico

Reabsorção do osso alveolar na região posterior da maxila e seio maxilar pneumatizado são sempre sesafios para a colocação de implantes. A elevação do assoalho do seio e o enxerto ósseo onlay são metodos regulares para resolver esses problemas. Duas abordagens principais para o procedimento de elevação do assoalho do seio maxilar são agora amplamente utilizadas em clínicas odontológicas. A técnica da janela lateral é usada principalmente na reabsorção óssea alveolar grave, mas uma das desvantagens da técnica lateral é que ela requer o levantamento de um grande retalho para acesso cirúrgico. A abordagem crestal é considerada um método mais conservador. Este relato de caso demonstra uma técnica minimamente invasiva para o manejo de defeitos de crista vertical (menos de 1mm) na maxila posterior. A abordagem  dupla-crestal fornece aos profissionais uma abordagem simples, conveniente e minimamente invasiva em comparação com a técnica lateral.

  

Resultado Clínico:

Objetivos

  • Dupla elevação de seio com a abordagem dupla-crestal Geistlich Bio-Oss® e Geistlich Bio-Gide®.
  • Colocação de implantes curtos devido à reabsorção óssea severa

Conclusões

  • Dupla elevação de seio com a abordagem dupla-crestal Geistlich Bio-Oss® e Geistlich Bio-Gide® em combinaçãocombination com a colocação de implantes curtos supera uma severa reabsorção óssea.
  • Menos complicações pós-operatórias usando Geistlich Biomaterials em combinação com elevação do assoalho do seio pela técnica dupla-crestal.

Objetivo / Técnica

O tratamento foi realizado sob anestesia local com infiltrações bucais e palatais locais. O local do implante proposto foi marcado com uma broca trefina. A profundidade foi controlada dentro do osso alveolar para proteger a membrana sinusal da perfuração. Em seguida, o bloco de osso redondo foi batido suavemente e empurrado para o seio maxilar usando o osteótomo de elevação do seio. Usando a broca trefina, o bloco de osso cortado pode ser usado. Enquanto o bloco ósseo foi gentilmente empurrado para dentro do seio, a membrana sinusal foi elevada ao mesmo tempo. O bloco ósseo fornece o osteoblasto enquanto a membrana sinusal conectada fornece o suprimento de sangue. O osteoblasto e o suprimento de sangue são os principais fatores para a neoformação óssea. A membrana Schneideriana perto do bloco de osso foi dissecada ligeiramente usando uma cureta para seio. Em seguida, o bloco ósseo foi elevado novamente por cerca de 4 mm. Um espaço é criado pelo bloco ósseo intruído. Este espaço é então enxertado com Geistlich Bio-Oss®. A Geistlich Bio-Gide® foi adaptada também para o local da osteotomia. A segunda elevação do assoalho do seio foi realizada seis meses depois com o mesmo procedimento.

Conclusão

A abordagem dupla-crestal combinada a colocação de implantes curtos é um método eficiente para superar a severa reabsorção óssea posterior da maxila. A elevação do assoalho do seio por uma abordagem crestal reduz o uso de material de enxerto ósseo duas vezes, economiza tempo e custo cirúrgico e leva a menos complicações pós-operatórias.