Cobertura de recessões

A recessão gengival é extremamente comum e pode levar a complicações como cáries radiculares, estética comprometida, higiene oral reduzida e hipersensibilidade radicular.1,2

Os enxertos autógenos de tecido mole, tais como enxertos gengivais livres ou enxertos de tecido conjuntivo, têm-se mostrado bem sucedidos na cobertura de defeitos de recessão.1 No entanto, a colheita desses enxertos, geralmente do palato, é dolorosa, tecnicamente exigente, demorada e pode levar a complicações como sangramento, dor, inchaço e, ocasionalmente, também insensibilidade ou infecções.3-6

Geistlich Fibro-Gide® ou Geistlich Mucograft® combinadas com um flap coronalmente avançado ou em técnicas minimamente invasivas representam uma alternativa viável à cobertura da recessão com um enxerto autólogo.7,8 Como seu uso poupa a criação de um segundo sítio cirúrgico, matrizes de colágeno como Geistlich Mucograft® ou Geistlich Fibro-Gide® estão associadas a menos tempo de cadeira, percepção da dor do paciente e menor morbidade do paciente.10-12

  

References:

  1. Chambrone L, et al.: Cochrane Database Syst Rev (2): CD007161. (systematic review)
  2. Bignozzi I, et al.: J Periodontal Res. 2014; 49(2): 143-63. (review)
  3. Griffin TJ, et al.: J Periodontol 2006; 77: 2070-79. (clinical study)
  4. Soileau KM, et al.: J Periodontol 2006; 77: 1267-73. (clinical study)
  5. Zucchelli G, et al.: J Clin Periodontol 2010; 37: 728-38. (clinical study)
  6. Cairo F, et al.: J Clin Periodontol 2012; 39: 760-68. (clinical study)
  7. McGuire MK & Scheyer ET: J Periodontol 2016; 87(3): 221-7.
  8. Cardaropoli D, et al.: J Periodontol 2012; 83(3): 321-28.
  9. Griffin TJ, et al.: J Periodontol 2006; 77: 2070-79. (clinical study)
  10. Sanz M, et al.: J Clin Periodontol 2009; 36(10): 868-76. (clinical study)
  11. Geistlich Mucograft® Seal Advisory Board Meeting Report, 2013. Data on file, Geistlich Pharma AG, Wolhusen, Switzerland.
  12. Lorenzo R, et al.: Clin Oral Impl Res 2012; 23(3): 316-24. (clinical study)