Geistlich Bio-Oss®

Geistlich Bio-Oss® é o substituo ósseo líder usado em odontologia no mundo inteiro1,2. As excelentes propriedades osteocondutivas de Geistlich Bio-Oss® conduzem a uma regeneração óssea previsível e eficiente3-5. As partículas de Geistlich Bio-Oss® se tornam parte integral da estrutura óssea recém-formada e conservam seu volume a longo prazo6-9. A aplicação subsequente da membrana Geistlich Bio-Gide® permite uma regeneração descomplicada na área enxertada10.


Dentistas líderes confiam no Geistlich Bio-Oss® porque

  • o osso enxertado com Geistlich Bio-Oss® leva a maiores taxas de sobrevivência dos implantes quando comparado com implantes colocados em osso natural sem enxerto4,5.
  • Geistlich Bio-Oss® é fácil de aplicar e pode ser usado na maior parte das indicações.
  • Geistlich Bio-Oss® foi validado em mais de 25 anos de uso e testes bem sucedidos e foi documentado em mais de 900 publicações científicas.
"Os produtos Geistlich ganharam a minha confiança ao longo dos anos."
Prof. Mariano Sanz, Madri, Espanha

 

Nos anos 80 o Dr. Peter Geistlich foi o primeiro a remover componentes orgânicos de material ósseo sem alterar a microestrutura natural e a composição óssea. Hoje em dia, Geistlich Bio-Oss® é considerado o substituto ósseo, “estado da arte” em regeneração óssea dental – atendeno às exigências de dentistas relativas a resultados previsíveis.

 

 

Referências:

  1. iData Research Inc., US Dental Bone Graft Substitutes and other Biomaterials Market, 2015.
  2. iData Inc., European Dental Bone Graft Substitutes and other Biomaterials Market, 2015.
  3. Orsini G, et al.: J Biomed Mater Res, B: Appl Biomater 74B, 2005; 448-57.
  4. Jung RE, et al.: Clin. Oral Implants Res 2013; 24(10): 1065-73.
  5. Aghaloo TL, Moy PK.: Int J Oral Maxillofac Implants 2007; 22: 49-70.
  6. Maiorana C, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2005; 25: 19-25.
  7. Traini T, et al.: J Periodontol 2007; 78: 955-61.
  8. Mordenfeld A, et al.: Clin Implant Dent Relat Res 2012, Oct 15 (Epub ahead of print).
  9. Galindo-Moreno P, et al.: Clin Implant Dent Relat Res 2013; 15(6): 858-66.
  10. Perelman-Karmon M, et al.: Int J Periodontics Restorative Dent 2012 Aug; 32(4): 459-65.