Treatment method ACI

Regeneração da cartilagem com células de cartilagem de cultura

Durante a técnica cirúrgica conhecida como implante autógeno de condrócitos (ACI), as células de cartilagem do seu próprio corpo, mais precisamente, da articulação em questão, voltam a ser implantadas na articulação depois de terem sido multiplicadas em um laboratório especializado. Isto é necessário em alguns casos graves, porque, nos adultos, o número de células de condrócitos é reduzido e, para fins de reparo, são necessárias muitas destas células.
 
O ACI é um procedimento de dois passos. No primeiro passo, é realizada uma artroscopia e é retirado um pequeno pedaço de cartilagem saudável (biópsia), sendo depois enviado para um laboratório especializado para cultura dos condrócitos.
 
Posteriormente é realizada uma segunda cirurgia (após cerca de 4 a 12 semanas) para implantar os condrócitos de cultura. Neste procedimento, os condrócitos são semeados em uma membrana de colágeno, que depois é aplicada à área danificada. Estas células transplantadas crescem no seu novo ambiente, formando cartilagem articular praticamente normal.
 
Apesar de esta técnica ser indicada para defeitos de grandes dimensões, apresenta algumas desvantagens:

  • São necessárias duas cirurgias, uma para a biópsia e outra para a implantação de células de cultura
  • O período de reabilitação é maior, em resultado das duas cirurgias
  • As células podem não se multiplicar em número suficiente no laboratório ou podem não ser vitais quando são reimplantadas, o que faz com que não exista regeneração da cartilagem
  • A cultura das células é muito dispendiosa e pode não ser coberta pelo seu seguro de saúde.
     

Cabe ao seu cirurgião decidir se você é ou não elegível para ACI. Esta decisão irá depender de vários fatores, como a idade, a dimensão e a gravidade da condromálacia, o nível de atividade, a articulação que lhe dá problemas e outros fatores médicos pertinentes.

Marcelo Roggembaum
National Sales Manager