Notícias

27. setembro 2013

As empresas precisam de tempo para inovar

O terceiro Fórum de Inovação da Suíça Central foi realizado em setembro na cidade de Pilatus e teve como tema "formação, inovação e força de trabalho". Paul Note, CEO da Geistlich Pharma AG, foi um dos apresentadores no workshop "inovação de transferência de conhecimentos", em que pessoas de destaque das áreas de economia e educação debateram o tema "promoção e obstáculos à inovação e à transferência de conhecimentos".

Para Paul Note, a Suíça Central é uma das regiões mais inovadoras do país. A região entre Zurique e Lucerna possui 22 empresas nas áreas de medicina e tecnologia. A inovação não é medida apenas em número de patentes, mas sobretudo pela persistência e resiliência, qualidades indispensáveis para progredir continuamente em setores sujeitos a regulamentação rigorosa como produtos médicos.

Ganho na qualidade
Embora a tendência geral seja sempre tentar ir mais rápido, mais longe e mais alto, Paul Note considera o ritmo lento da Suíça Central uma vantagem. Segundo ele,” as empresas precisam de tempo para inovar, principalmente se querem levar produtos de qualidade ao mercado. Qualidade requer tempo. Embora empresas que se desenvolvem lentamente possam ser acusadas de serem pouco dinâmicas, quem lança produtos antes da hora pode desaparecer tão rapidamente quanto surgiu. Os produtos de qualidade levam tempo para se firmar.

Necessidade de treinamento em ciências da vida na Suíça Central

Considerando o alto nível de treinamento e a promoção da criatividade, Paul Note elogiou a qualidade da formação básica oferecida na Suíça Central. Quanto à formação universitária na região, Paul Note tornou a enfatizar a importância de centros suprarregionais e com presença global. Para o executivo, incentivar mais estudos em ciências da vida na região da Suíça Central seria excelente e não traria riscos de concentração excessiva no setor. Uma possibilidade seria criar um núcleo na região com empresas como Roche e Novartis.

 

Despertar a paixão o mais cedo possível
A Suíça Central deve priorizar a promoção do pensamento lateral. Os custos não devem ser o único foco. Tanto a mentalidade fechada como a dispersão excessiva inibem a inovação. Os pilares da inovação são a paixão, a vontade e a curiosidade, e devem ser promovidos desde cedo. Nas escolas da região, os chamados TechDays ajudam as empresas a despertar a paixão em seus futuros empregados.